19 de dez de 2007

Dezembro

Desde muito pequena, me lembro que sempre gostei do mês de dezembro. Época de férias, bagunça na rua, bolas na vizinha, chuvas na janela, filmes legais na TV, luzes nas casas, guirlandas nas portas... Só não tem neve. Mas é um espaço de tempo em que ou eu me sinto muito bem, ou fico completamente carente e deprimida.

São nesses 31 dias que eu penso mais na minha vida e percebo que todo ano é a mesma coisa (dai vem a minha tristeza). Acho que não ocorre só comigo, todos fazemos muitos projetos pro ano que vai entrar, mas o difícil mesmo é concretizar esses planos. Pelo menos na minha vida sempre foi muito difícil. Não sei se é porque eu não tenha tanta coragem de sair atrás dos meus sonhos, ou se eu não tenho muita sorte mesmo... Mas o fato é que principalmente no dia 31 do mês, eu me perco nos pensamentos, e faço dezenas de metas pro ano seguinte; mesmo que elas nunca se tornem real na minha vida.

Chega a ser saudável até, um momento só pra mim e para todas as minhas idéias, projetos e até algumas reflexões. É um balanço de todos os passos que eu dei durante os 365 dias do ano. E quando nessas lembranças aparecem momentos que não foram bons, não muda em nada o meu entusiasmo em refletir. O que importa é o ano que chega, e as mudanças que eu posso fazer em mim mesma.Tudo pra ser mais feliz, ou menos resistente a ambição dos meus sonhos...

Nenhum comentário: