6 de fev de 2009

Engolir sapo à pagar um pato!

Eu não sei o que é pior: engasgar com a quantidade de sapos que todas nós já engolimos na vida, ou de uma hora pra outra, passar a "cuspir" toda e qualquer inconveniência, correndo o risco de ser chamada de barraqueira. Se as nossas decisões viessem em frascos e fossem como comprimidos que a gente toma na hora e na dosagem certa, talvez ninguém tivesse que engolir tanto sapo, ou fazer barulho por qualquer mal entendido. As situações mais comuns são aquelas em que a gente acha que a carapuça serviu (mesmo não sendo nossa), fica sem jeito de tirar a história a limpo, e volta pra casa carregando o desaforo nas costas. Também tem aquelas situações mais corriqueiras, que não deveriam ter tanta importância, mas são motivos mais do que suficientes para gritos e estardalhaços. É ai que mora o perigo! Nesses casos mais explosivos, a chance de alguém que não tem culpa de nada, sair ofendido, é muito grande. Daí em diante é como um ciclo: Se essa pessoa for daquelas que comem o sapo com farinha, lá vai ela dar carona ao desaforo. Mas se a tolerância dela também for zero, o que poderia ter um final menos catastrófico, pode acabar muito mal. Porque não importa quem está com a razão, bater boca ou sair por ai puxando a cabelereira dos outros, só é engraçado na TV.

9 comentários:

Ná Lima disse...

Cara, quem nunca engoliu um sapo na vida, ainda mais quando a pessoa não é puxada par aum barraco ou foje de confusões. O pior de engolir o sapo é quando vc sabe que está certa mas para evitar a confusão acaba egolindo ele e tomando agua pra descer mais rápido;

;D

Erica Maria disse...

Sabe que esse texto cabe direitinho no meu momento atual?

Bjs, visite o meu blog qdo puder, vc nunca foi lá!

Sergio disse...

Ô BB, impossível! É simplesmente impossível te ver destribuindo barracada pq - baseando-me no que leio de vc e quem escreve assina embaixo - vc é uma espécie híbrida de Glorinha Kalil com Danusa Leão, tudo isso aos 17 (agora baseado na imagem), numa bunitinha com pele de pêssego e bocão à Jolie. Esse tipo de visual, moça, num barraco, perde a razão(de ser).

Então, vá imaginando que sapos são rãs, é mais digestivo.

Convença-se que rãs fazem bem, só te fortalecem rejuvenescendo a cutis. E nada de engolir! É péssimo à digestão. Saboreie a refeição com vagar e um sorrizinho nos lábios, tipo essa dessa tua foto do blog. É perfeito.

Menina, eu sei q tou em falta com vc e, saiba: estar em falta com você é muito mais estar em falta comigo mesmo. Mas é tudo falta de tempo. Deixa estar que quando menos esperares, um envelopão cheio de conteúdo baterá na tua porta. Blim blom! Sou eu no papel.

Fe disse...

eh.. ja engoli alguns sapos.. o pior eh quando a gente se engasga com o sapo...
Mas tem horas que a gente tem que defender o que acreditamos, porque só ouvir desaforo e ficar quieta cansa.. e faz mal à saúde... hehe

bjaoo!
Ah! fez as bolhas de sabão??

Débis disse...

bruna, muito legal essa postagem, verdade brigr por coisas assim bobas nada a ver, melhor mesmo engolir sapo.
o template novo tá muito legal.
:D

Duanny!. disse...

nossa!
nmão engulo sapo, nunca, mais tbm não sou do tipo barraqueira.
faço o possivel pra não magoar ngm, mais gosto de tudo em pratos limpos.

=p

Joana disse...

Não consigo comentar no post de cima. Cadê o link para os comentários? o.o
Mas bem, perdi essa pauta (esqueci completamente), mas queria muito ter postado! Ontem estava lendo um psicólogo dizer que hoje em dia, os jovens, já estão muito mais ligados ao que lhes dá prazer do que a opção sexual em si. Acho isso muito legal! Pela primeira vez em 22 anos vejo realmente quebra de tabus e a falta de rótulos...Isso é bom, muito bom!

Joana disse...

uahuahuahaha imaginei você dançando o créu!
na minha época ainda não existia a música "créu" uahauhauhauhauha

Lyaah disse...

Sorte de hoje: A mudança é a lei da vida
entendeu^?