10 de out de 2008

Refletir

Eu gosto dos reflexos. Agora, por exemplo, o céu azul da sexta-feira está atrapalhando a minha visão no monitor, mas eu gosto. Não enxergo as letras do cabeçalho, me atrapalho. Queria me entreter com algo mais. Uma música que fosse desconhecida por todos, pra eu cantar e ninguém entender. Uma foto de um corpo puro. Queria entender a inocência, ser criança outra vez, chorar. Ou me refletir no espelho como o céu está refletindo no monitor. Às vezes tenho vontade de me enxergar, às vezes quero fugir de mim. Hoje me parece ser um bom dia para me enxergar e me abraçar com força. Alguns planos foram atrapalhados por reflexos sujos, tive medo. Quero fazer novos planos então, sonhar com outras coisas. O céu está bonito, isso ajuda. Deixa a vida a flor da pele, parece que estou tendo uma nova chance para tentar, nem que seja pra morrer depois. E esse morrer não é literalmente, eu cresci. Hoje eu sei que tudo é mais difícil do que aparenta ser, até morrer. Mas entre os reflexos, entre os desenhos e as luzes, somos crianças pintadas no espelho. Eternas crianças que precisam chorar outra vez.

10 comentários:

l'esprit fabuleux disse...

cara, me emocionei aqui, de verdade, tudo que você disse foi tão lindo, sincero e puro que tocou meu coração e me fez sentir uma alegria enorme.

eu te amo tanto bruna ;)

gerson oliveira disse...

exatamente isso que preciso, me entreter com o diferente, quem sabe com o impossível, com o imaginário né, e morrer de vez em quando é bom, como diz Calrice Lispector:

"Silêncio. Preciso morrer. Já morri algumas vezes, á tempos que não. Às vezes é preciso, é preciso morrer para viver. Ando com saudade de Deus".

hehe, beijo

Kamilla disse...

Gostei do visual do blog!
Adorei o seu post. Talvez pq me sinto como vc retratou, uma pessoa madura, mas com reflexos de criança!

Leandro Lima disse...

Vixi texto forte...
Gostei!

Duh!. disse...

adorrei. lindãao seu texto.. se sabe que eu adoro eles neeh?!. então.

Te vi, num sábado a noite, ali no terraço. acho que era você siim.

=p.

beijos

Mah disse...

E de vez em quando dá uma vontade de chorar...

Jéssica disse...

Gosto dos reflexos também, mas também gosto daquele mistério do buraco-negro, e, muitas vezes, é até preferível ter esse buraco-negro do que ser refletido por tudo e por todos.

Enfim, lindo *-*

Daniel disse...

super devaneio...
eu tenho sindrome de peter pan, nunca quis crescer... Mas os anos me obrigaram a ter responsabilidade

O jeito é ir levando essa maldita vida

bjo bb

Mary West disse...

As vezes a gente precisa mesmo ouvir a propria voz interior. Canso muito de viver em sociedade vez ou outra.

Sergio disse...

Bruna Bo, tu tem uma luz tão brilhante que, ou você faz proveito dela ou se atrapalhará com ela pela vida inteira. O dom que a vida nos presenteia, não sendo bem entendido, bem dosado, pode até nos cegar.

Enfim, és muito novinha pra entender essas coisas. Mas confio na tua clara e evidente intuição.

E dou graças a vida que é mais generosa do que todas as mamães do planeta Terra!, por não estar tão velho e ser capaz de um dia desses, nem tão distante, te encontrar num dia de realização seu e te dizer: "menina linda, eu sou aquele cara lá do Rio de Janeiro, que pôs os olhos nos teus reflexos e vidrado vaticinou o obvio: você tem um futuro brilhante pela frente!"
Beijos!
ps.: não seja boba de medrar.