30 de mai de 2008

SE FOSSE DO BEM, NÃO MATAVA!


Há tempos a inveja deixou de ser apenas um desejo, para se transformar em um sentimento tão perigoso quanto o ódio. Talvez a distância que os separava tenha diminuído, pelo simples fato de que hoje em dia as pessoas não se contentem apenas em admirar ou possuir bens. Mas também, ignoram qualquer consideração para desmerecer as conquistas alheias. Para mim, não existe inveja do bem ou do mal. A verdade é que quando nos encantamos por algo ou por alguém, é quase impossível não se deixar levar pela admiração. Mas quando a admiração passa a ser uma cobiça e a vontade de possuir ou se igualar a outra pessoa seja maior do que a própria auto-estima, é egoísmo. E nada de bom pode se tirar disso. A não ser uma lição, quando a pessoa se toca e percebe que de fato a inveja mata. E aos pouquinhos...

6 comentários:

l'esprit fabuleux disse...

realmente, o titulo diz tudo, te amo bru :*

Daniel disse...

Eu tenho inveja boa sim,
minha inveja não é de tirar o que a pessoa têm para mim e sim termos a mesma coisa desejada

bjo bb... saudades de ver novidades aki

Caarol disse...

' eu acho que não tenho inveja :~
sei lá, eu tenho tudo que quero, tudo que preciso e tô muito satisfeita cm tudo!

:* Bruuna :}

Isáh disse...

há pouco tempo,passei por uma fase de inveja tremenda.
:D
a "inveja" do bem se chama adimiração.

Mary West disse...

Mermã eu naum nego naum sabe? Tenho inveja as vezes de uma determinada roupa, sapato, namorado...Mas é bem rápida até, naum fico me remoendo pelo o que naum tenho. ;)

flávia. disse...

Muuuito bom o texto bruna! Resumiu tudo mesmo. E não existe inveja boa; inveja boa é vontade de ter, que se junta com boa intenção e outras coisas mais, pra pessoa conseguir o que ela quer.
[te deixei um meme no meu blog, vai lá depois!]
beeijo