15 de fev de 2008

Meras

Eu fui de propósito uma garota inteligente.
E quem me olhava , via mil faces...
Eu tentei mudar esse lugar em vão


Mas a história que sequer começou
Escreveu um fim nas margens e linhas.
Para sempres não existem
Agora somos apenas pessoas...

É terrível não ter um teto
Quando alguns raios insistem em perseguir você
A ânsia de voar para um novo mundo
Faz girar o ar e espanta o sono.

Mas a história que sequer começou
Escreveu um fim nas margens e linhas.
Para sempres não existem
Agora somos apenas pessoas...

Eu quero tudo denovo
Uma brisa no meu rosto
Enquanto o mundo tenta me devorar
Tão trabalhoso...
Uma corda que se arrebenta como um fio...

Flores, coração...
Esse lugar já foi mais bonito
Eu levei a lembrança comigo
Esse lugar não é mais o mesmo.

Mas Para sempres não existem
Agora somos apenas pessoas.

Nenhum comentário: