29 de fev de 2008

Um violão, um cachorro e um psicanalista!


bruna; says: eu queria ter pego o Elvis ~:
bruna; says: mas não tive nem a oportunidade ;_;
Marcus . says: AEIUHEAIAUEAEIUAEIAIHUAE, nossa, quando você nasceu, ele já estava decomposto há muito tempo.

É, a vida é muito injusta. Quando eu paro pra pensar em desencontros como esse entre eu e o Elvis Presley, fico tão triste que logo penso naquele bolo de cenoura com cobertura de chocolate. Certo, eu não era dessas que comia pra esquecer as frustrações, mas de uns tempos pra cá ando tendo muitas crises deprê, e acho que isso está me influenciando. Mas enfim, não abri o bloco de notas pra falar sobre alimentos calóricos. Hoje acordei com um pensamento um tanto quanto exótico. Não sei, talvez seja normal acordar pensando em conseguir urgentemente um violão, um cachorro e um psicanalista mas... É isso mesmo que você ouviu (leu). Eu preciso disso até o meio do ano, senão das duas uma: ou eu enlouqueço de vez, ou engordo uns 15 quilos.

Vou explicar, antes que comece a pensar que a primeira opção já está concretizada. O violão porque comecei um curso e todos já estão levando seus instrumentos menos eu. Também quero começar a ensaiar logo, ficar afinada pra poder cantar na escola (haha). O cachorro porque quero um bebê pra mim, e como ainda faltam alguns anos até eu conceber um, um cachorro vai suprir essa minha necessidade de dar carinho e cuidados a algum ser pequeno e frágil. O psicanalista, pra conversar comigo quando eu estiver em uma dessas crises medonhas que ando tendo. São vontades loucas de sair do quarto, pular a janela e comer mexerica, ouvir música de fossa, chorar até explodir a cabeça, puxar os meus próprios fios de cabelo, cortá-lo com a tesoura de costura da vovó e estufar a barriga pra fingir que estou esperando um neném.

Acho que com isso minha vida vai dar uma boa guinada. É exatamente o que eu preciso pra me sentir melhor em relação a mim mesma sabe? Sei lá, às vezes eu sinto um vazio tão grande que nem todos os cachorros ou psicanalistas do mundo poderiam me preenchê-lo... Mas acho que eu seria uma grande egoísta se fugisse disso pra tentar fazer essa dor parar aqui dentro. É uma questão de ser gente. Por mais que eu odeie as pessoas e ache-as todas grandes bobocas.


Elvis Is Dead ♪

Um comentário:

Polly disse...

HAHAHA...que pena que não pegou o Elvis...Ele devia ser charmoso demais, inspirador demais! Mas como disse seu amigo, ele já tá decomposto, tadinho....


(www.pollyok2.zip.net)