2 de dez de 2007

Sem muitas saídas...

Às vezes essa espera me enlouquece.
Eu tento me convencer de que é melhor assim.
Quando as coisas parecem bem.
Mesmo estando fora dos lugares que eu escolhi.
Parece real , é verdade.
E a mentira ri de mim e da minha insanidade.
Mas é só por hoje amor.
Porque eu prometi a mim , respeitar o meu ser.
Mesmo sendo mais divertido assim...
Bem mais divertido.
Mas não é o bastante pra aceitar.
Nem o suficiente pra amar.
Amar denovo.
E mesmo parecendo incessante...
Pode ser ou não compatível com o meu capricho.
Um dos caprichos.
De alguém se prendeu sem muitas saídas.

Nenhum comentário: