1 de dez de 2007

01/12

Talvez hipocrisia. Talvez conscientização. Mas hoje, dia 01 de dezembro é o Dia Mundial de Luta contra a Aids.

Porque hipocrisia?

O Brasil já identificou cerca de 433 mil casos da doença. E esse número, vem desde o primeiro caso, registrado nos anos 80, até o ano de 2006. Com tantos infectados no país chego a pensar que mesmo com toda informação exposta nas escolas e nos meios de comunicação, a influencia não chega a ser tão grande, e um dia especifico para a luta mundial da doença, não é suficiente para alertar a todos.

Porque conscientização?

Ser consciente, inteligente e ter o bom senso é mais do que necessário pra entender a gravidade de uma doença como essa. E também, o medo que a sociedade enfrenta pra lidar com ela. Pais conscientes não necessariamente vão formar filhos conscientes. Em uma propaganda recente por exemplo, os pais aparecem dando camisinha aos filhos, mas atrás de uma porta aparece a Negra Li alertando que nem todos os pais vão agir assim. Claro que a família tem o seu papel, mas a consciência vai de cada um né?

A única coisa que, embora ainda existam tristes exceções, é o preconceito que vem diminuindo muito. Lembro-me que quando eu ouvi falar sobre a Aids pela primeira vez, muito se ouvia sobre como se era infectado, e ai vinha aquelas conversas horríveis de que com um toque ou um beijo já era o suficiente para se infectar... E verdade seja dita, uma pessoa com Aids não deixa de ser pessoa e muito menos deixa de ter seus desejos e suas vontades. Ela pode, alias, deve viver em harmonia com a sociedade e consigo mesma...

Não acho que o amor ao próximo deva ser descartado. Usar camisinha como dizem por ai, é sim um ato de amor. Mas o amor próprio também não pode ser esquecido. Não importa a raça, religião, língua ou idade. Todo cuidado é pouco. E todo amor é válido...

Nenhum comentário: