18 de out de 2007

Gostos se discutem vovó!

O dia estava lindo, o céu azul, os passarinhos cantando no meu pé de limão e uma atmosfera de dar inveja a qualquer morador da capital paulista; porém nesse mesmo dia senti tudo desmoronar sobre a minha cabeça quando um tal colega me disse no MSN: "Bruna, você tem um péssimo gosto!". Senti-me a garota mais desorientada da face da terra, mas não me suicidei nem me cortei ouvindo Fresno depois de ouvir isso. Simplesmente perguntei o porquê e ele me respondeu: "Cara, como você consegue preferir O Cortiço ao invés de Dom Casmurro?". Haha, incrível esse comentário não? Mas poupei uma discussão com ele e sai para comer salgadinhos, que certamente me trariam de volta a alegria de viver.

A discussão foi sim encerrada naquele instante, mas depois fiquei me perguntando se eu realmente teria um mau gosto. Não que eu seja paranóica, longe de mim (eu sou bem paranóica sim), mas mesmo que meu gosto não fosse dos melhores, onde ficaria aquela frase supimpa da vovó? "Gostos não se discutem!". No mínimo ficaria para trás assim como outras frases idosas hoje já tão esquecidas.

O fato é que perdi uns 50 minutos sentada na minha poltrona amarela das lamentações, comendo salgadinhos e pensando no meu gosto (ou seria mesmo um mau gosto?). Bom, acho que não. Pelo menos pra mim as coisas que mais gosto de fazer, as músicas que ouço e os livros que procuro na biblioteca são os melhores; os mais interessantes haha. Ah, me diz como pode alguém chegar dizendo que Dom Casmurro é melhor do que a obra-prima de Aluísio Azevedo? Pô, a Rita Baiana e o Gerômo não me deixavam dormir, enquanto o Bentinho e a Capitu me mandavam procurar os travesseiros.

Paremos por aqui Bruna, veja que você está discutindo o gosto do seu colega turrão. Ok! Parei. Definitivamente não vou me esquecer daquela frase da vovó, e muito menos negar que leio Naturalismo, que ouço de Raça Negra a Legião Urbana e DJ Tiesto a SOAD mas preferindo sempre o rock do britânico do Keane; não vou negar que como salgadinhos e tomo coca-cola sem culpa de me transformar na bolota da turma, que uso bermudas ao invés de saias e prefiro All Star a sandálias ou sapatos. Lembrando sempre que tenho meeeesmo uma poltrona amarela gritante para todas as lamentações ou momentos filosóficos e que se isso é ter um mau gosto, eu
estou sim no ápice das garotas bregas e me orgulhando profundamente disso.

Então caro leitor, aprenda uma coisa: Gostos se discutem! Bastante por sinal... ;/





Ps 1: Não tenho nada contra o Machado de Assis.
Ps 2: Espero que vovó não leia esse post.

6 comentários:

André disse...

Nossa, me senti o maior sem cultura do mundo! [haohAOHa]

Apesar de eu ser jornalista, nunca li nenhum desses dois livros. O máximo que consegui foi ler os resumos, no cursinho pré-vestibular.

Ah, e tu gosta de Raça Negra? Estou curtindo pacas também! Baixei o CD ao vivo deles, só tem as músicas clássicas.

/o/"\o>

Beijos Guria!

Bruna Bianconi disse...

aaaah chara, adorei você leva jeito pra escrever viu? ADOREI :)
e eu me senti burra --' mais nem é isso, e que nao gosto desse tipo de leitura mesmo :P
quanto as musicas, eu sou igual você :)

te amo ;@

Joor disse...

Oiiee...

noooossa, q poooeta
mtoo leegal seus textoos ;)
Beijo :)

Aline disse...

owww
prefiro mto mais o cortiço do q dom casmurro ateh pq dah mtoooo sono!!
rsss
e sim.. gostos sempre sao discutiveis :P

bjaoo BRUNAAA

Daniel disse...

prefiro dom casmurro, apesar de odiar Machado de Assis.
Excplico: nunca gostei de ler obrigado e na escola só acontece isso
Bjo, moça

mayara disse...

Bruuuh

Parecia q eu tava lendo um jornal!

Adorei!

Vou ser visitante assídua desse blog , Bruzanfaáá!

;D