14 de out de 2008

O perdão e a balança

O perdão é como o amor. Cada pessoa entende de um jeito e expressa de uma maneira diferente. Tem gente que perdoa com intensidade, tem gente que perdoa por perdoar, e tem gente que sequer perdoa. Mas embora eu acredite que não tem nada melhor do que sentir aquele alívio quando enfim conseguimos desculpar alguém, seja por algo grave ou por algo que nem tenha tanta importância assim, não dá pra sair por ai aceitando qualquer desculpa. Para as pessoas que perdoam por perdoar - ou seja, falam que perdoam mas na primeira oportunidade jogam na cara o erro que já foi "perdoado", não existe um limite para desculpas. Até porque se não há sinceridade, não há perdão. Mas para os que realmente perdoam - e isso não significa esquecer completamente o que acabou nos magoando, porque lembramos às vezes e é normal, isso acaba sendo tão natural e sincero, que muitas vezes essas pessoas são feitas de boba, pisadas e humilhadas. E não é exagero. Estamos ou não vivendo em um mundo caótico? É tanta gente se fazendo passar por quem não é, traindo, ignorando, errando e persistindo no erro, que ter um pé atrás não chega a ser má idéia. Até quando estamos falando de amigos de longa data, sabe? Pior do que errar e carregar o peso da culpa, é ser a "vítima" e sentir na pele a decepção quando alguém que a gente tanto ama pisa feio na bola. Diante dessa situação (ou da repetição da mesma) uma conversa séria precisa acontecer. Sem querer ser radical, mas fazer um balanço dos bons momentos e dos deslizes é uma boa. O que pesar mais pode ser essencial na hora de decidir se perdoamos ou não. Afinal, se temos mesmo o tal do amor próprio, precisamos escolher o que nos faça mais feliz.

14 comentários:

l'esprit fabuleux disse...

perdão é algo divino cara e tem que ser de coração aberto :)

te amo bruh :*

Pri, prazer disse...

Eu sei bem sobre as várias faces do perdão. E, sobre os amigos de longa data, concordo contigo que não estão livres de precisarem, um dia, desse verbo tão complexo que é "perdoar".

Beijo

Fernanda Manzatto disse...

Perdão tem que vir com sinceridade, senão não adianta de nada! :x

E sabe que existe uma frase que nesse mundo caótico como vc disse tem sentido para algumas pessoas:
"Não importa o quanto você se importa, algumas pessoas simplesmente não se importam!"
(ps.esse vai ser o proximo post do meu blog! :x)

Beijos,
Te amo ♥

dhdotur disse...

ultimamente ando sabendo perdoar mais... não só por ser menos orgulhoso, mas certas pessoas nos fazem ver que sentimentos mesquinhos não valem nada a longo prazo

bjo bb

Pipoca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pipoca disse...

Perdão é muito mais do que remissão de pena, desculpa ou indulto. É renúncia de pessoa às conseqüências punitivas que seriam justificáveis em face de uma ação que, em níveis diversos, transgride preceitos jurídicos, religiosos, morais ou afetivos vigentes.

Perdão é não conseguir publicar um comentário descente em um blog desconhecido e recorrer a 1 da tarde ao tio Aurélio.

Perdão aê! c(:

aushauhauh!

www.pipocandoporai.blogspot.com

Duh!. disse...

Acho que o perdão tem que ser uma coisa muiito sincera, não devemos perdoar por perdoar, é como tapar o sol com a peneira, é uma coisa irreal.

adorei o post.

beeijo

GaBe- disse...

precisamos escolher o que nos faça mais feliz.


isso mesmo!:D
saudades querida!
:*

Daniel Salles disse...

Por conta da falha sempre ficar na memória, as vezes me pergunto se o perdão realmente existe (ou se o nome mais correto seria 'tolerância temporária'!).

No fundo, pouco importa...se o perdão não pode ser dado, na pior das hipóteses a fila continua andando...

Paula Cappelletti disse...

O pé atrás acabou se tornando importante, mas eu ainda não consigo ter :x
Perdão é uma coisa bastante complexa, que todos dizem fazer, mas nem sempre realmente fazem.
Se voce for perdoar, com certeza tem que ser verdadeiro. Apesar do que alguns pensam, todo erro é perdoável.

Jéssica disse...

Sabe, eu concordo plenamente com você e sabe do que mais? É isso que pesa nos relacionamentos (a grande maioria, pelo menos), principalmente pro lado da mulher.

Uma pena que ainda existam homens machistas o suficientes para não compreender o que a mulher quer dizer quando quer "discutir a relação". E mulheres que também não sabem fazer isso. É desse equilibro, essa ponderação das coisas que torna tudo mais fácil, mais viável.

É uma ótima forma de viver em sociedade. Pena que o próprio ser humano não entende isso.


;**

Teté disse...

Por que as vezes sinto que seus textos são pra mim?
haahahahahahahaahahahaha
Ohhh vida ironica viu =P
Belo texto amiga, aliás, ja nem tenho mais como elogiar tanto dom. =x
amo vc

BiahH_TrixX disse...

"perdão é algo divino cara e tem que ser de coração aberto" [2]

é,mas mesmo sabendo disso eu só DESCULPO e ainda com muito custo..que coisa feia néh.. =/

Huuahsuahsuasha

Te.amo.mutante.

instantes e momentos disse...

muito bom o post, como sempre. É bom vir aqui.
Maurizio