21 de set de 2008

"Um sim ou nunca mais" - Nunca mais.

Acho que todo mundo já quis entrar na mente de alguém e entender o que se passa lá dentro. Eu sinto isso todo tempo. E confesso, é frustrante perceber que algumas pessoas simplesmente não querem ser entendidas, por mais que a gente goste delas e não queira desistir de compreendê-las. Há algum tempo eu venho insistindo. Não completamente, porque parte de mim já havia desistido, mas ainda restava aquela ponta de esperança que a gente só vê em livro de auto-ajuda, sabe? Acabou. Agora eu realmente sinto que estou completamente vencida pelo cansaço. Cansei de esperar uma resposta. Não que um dia eu tenha perguntado com palavras inteiras. Mas gestos também são perguntas. A preocupação e o cuidado também são perguntas. Dúvidas e vontades também podem ser interpretadas como uma única pergunta: Já chegou a hora? E como não acredito no ditado que diz "quem cala consente", vou eu mesma responder: Sim é hora. Aliás, passou da hora. Hora de reconhecer que eu tenho valor, que eu tenho uma vida inteira pela frente, garotos com mãos lindas para conhecer e mil baladas e shows pra curtir em um sábado a noite. Eu mereço e tenho todo direito. Dessa vez eu me recuso a abrir mão de tentar. Tentar comigo mesma, se é que é possível entender. :)