28 de ago de 2008

Hopes and Fears

Deitei-me com a cabeça pesada, cheia de remorsos, dúvidas e medos. Os meus anseios tilintavam estridentes, remoíam os meus nervos e me faziam querer o sono, com sonhos, pesadelos, fosse como fosse. Até que me lembrei, que eram quase duas da madrugada. Em seis minutos começaria na radio do interior de São Paulo, a música da única banda que me faz chorar sorrindo, estremecer entre as cobertas ou suar em pleno inverno. Quando ela toca, sinto uma onda de emoções, que confunde os meus sentidos, transforma todas as sensações e tapeia sabiamente o meu desespero. Sinto como se uma áureola pairasse sobre o que me restou de pureza, renegando os meus defeitos e enfeitando a minha mente de melodia. (...) Foi como se alguém tivesse me puxado do meu próprio inconsciente. Eu estava me entregando ao sono ruim. Aquele que nos esmaga em pesadelos e estraga o dia novo que vem nascendo. Mas eu poderia ficar a madrugada inteira ouvindo a voz doce do inglês que me fazia correr pelos corredores da escola, só para chegar em casa pontualmente às 18:32 da tarde, para ouvir a sua música de estréia. Rádio interiorana tinha suas vantagens por tocar a mesma música, no mesmo horário, todos os dias. Mais tarde era Evereybody's Changing que me fazia ligar o rádio às 21:47 da noite para o meu completo deleite. E assim o dia terminava para mim. Mas isso já tem quatro anos. Hoje é bem mais fácil saciar a fome de música e encontrar nela, a saída para o sono ruim. A tecnologia é uma mãe. E em breve eu prometo reverenciá-la em palavras. Au revoir...

8 comentários:

Bruna Bo disse...

Keane are:
Tom Chaplin: Vocals.
Tim Rice-Oxley: Piano, Keyboards and Bass.
Richard Hughes: Drums.s

GaBe- disse...

Post liindo Brúh:D

boa semana ;*!

Lu, anda! disse...

Algumas músicas são mesmo eternas!

É verdade, tenho a mesma sensação. sinto até que não existo, hehe.

Evile Ferreira disse...

Profundo seu post!
Musica?? Perfeita!

Adorei³

Teté disse...

Vc sempre escrevendo mtooo né gata?! Q isso!! Mas tb já tive fases assim. Músicas q lembram uma parte do passado q deixou saudades e outras tantas q lembram não só o passado né? rs Bjoos Linda

Kenny disse...

Ah, essas músicas que nos fazem viajar, vontade de ouvir no volume máximo e que nunca acabe.
A tecnologia é uma mãe, e Keane rulez 8D

l'esprit fabuleux disse...

eu gosto dessa música do keane, bacana :)
ai como eu amo seus textos *-*

te amo, e ainda vamos achar a tampa da nossa panela :)

priscilla. disse...

nossa, que textos.