11 de jun de 2008

...DE MÃOS DADAS

A beleza não é mais importante do que a
capacidade de parar,
pensar e agir com inteligência. Essas características
(por mais que as pessoas
insistam em colocá-las em lados opostos, como que
travando uma guerra de
aspectos distintos), podem e devem andar lado a lado.
Infelizmente, no Brasil e
em muitos outros lugares do mundo, ainda existe
preconceito por parte de pessoas
que determinam por si só, que uma pessoa
bonita demais não tem muito conteúdo.
Ou então, que uma pessoa normal
(daquelas que não atendem por linda e
maravilhosa), seja incapaz de realizar
um bom desempenho no trabalho. Ser
inteligente já é uma forma de ser bonita.
E ser bonita, pode sim trazer
benefícios se a beleza for o fator principal
da situação. O que não dá, é deixar
a insegurança falar mais alto e perder o
foco quando se quer alguma coisa.
Sempre vai existir quem queira nos deixar
para baixo, usando de estereótipo e
julgando apenas pela aparência. Mas a
única coisa que pode barrar alguém e
impedi-la de conquistar os seus
interesses, é a falta de persistência.

2 comentários:

Daniel disse...

Eu julgo pela aparência, sim.
Tipo vejo uma guria muito linda e julgo que ela não é pro meu bico
auhauhahuhuahuaahuauh

é o mesmo julgamento cretino que uma parte da mídia faz contra alguns modelos que enveredam pelo ramo da dramaturgia da família marinho.
mas que tem muita gente ruim em novela... Ahh, isso tem


bjo, bb

Mary West disse...

"Ser inteligente já é um forma de ser bonita"

Oi? Soh essa frase já tira todos os outros blogs da concorrência ok?

Concordo com tudo. =**