2 de fev de 2008

Ele prefere... ele

Eu sempre sei o que ele está pensando. Sei quando está melancólico ou aflito demais pra olhar pra mim; eu sei quando ele está inspirado, satisfeito, ou contente demais a ponto de não me ouvir. Eu conheço os erros dele, as escolhas e principalmente... eu sei da sua opção sexual, a qual tira de mim todas as expectativas de um dia estar em seus planos.

Isso muda tudo, quiçá até o peso desse amor... Ele preferindo garotos, e eu tendo plena consciência disso, faz com que eu me sinta culpada em relação ao meu sentimento e de quebra, o grande sofrimento que eu tenho que suportar. Sei que a gente não escolhe de quem gosta, mas ele também não pode mandar na sua opção sexual...

Não tenho ressentimentos e nem o que perdoar. Nunca o tive de verdade, e mesmo que o tivesse, a situação seria praticamente a mesma. O respeito só aumenta mesmo com todos os pesares, e o tempo passa cada vez mais depressa, me ajudando a superar tudo isso de cabeça erguida.

2 comentários:

bruna disse...

realmente é difícil amar uma pessoa e sabermos que ele nunca poderá "ser nosso".

parabéns pelo TDB 2008, xará!

Daniel disse...

A pessoa em questão não deveria se sentir culpada pelas opções dos outros e o respeito devia partir dele. Visto que logo ao saber da sua real opção sexual, este deveria comunicar sua companheira...
Enfim, assunto delicado, que sempre gera polêmica, ainda mais num país machista e falsamente tolerante como o nosso